O povoamento da região iniciou-se com a chegada do português José Vieira de Melo, que se estabeleceu à margem direita do Rio Una, a fim de criar gado na fazenda Nossa Senhora do Ó, localizada num planalto de 600 metros. Após a construção da Capela de Nossa Senhora do Ó, iniciou-se a povoação: o Povoado de Altinho. Mais tarde foi construído um templo maior, a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Ó. A capelinha primitiva passou a ser a Capela Nossa Senhora do Rosário.

Com a construção da estrada Garanhuns-Recife, que passava pelo povoado, intensificou-se o povoamento com atividades agropecuárias na região.

A Bandeira

Bandeira de Altinho

Hino


Desde o verde sombrio das serras
Às Campinas queimadas de sol,
És, Altinho, entre todas as terras,
Terra-mãe de uma gente de escol.

Nós te amamos, ó terra querida,
Nós lutamos pra te ver crescer:
Para ti nosso amor, nossa vida,
Nossa vida que viste nascer!

Honra e glória à gente pioneira,
Que aqui, de tão longe, chegou:
No luzir do brasão dos Vieira,
Vida nova na terra plantou.

Lá no alto, no cume do “altinho”,
Houve alguém que a Cruz veio plantar,
Pela voz do vigário Agostinho,
Brota a fé, se constrói o altar.

Lá da serra, da mata florida,
Desce a água, água-irmã que refaz
Este povo a lutar pela vida,
Pela busca do pão e da paz.

Lá dos campos, ao sol causticante,
Vem o pão que é fruto da terra,
Do trabalho tenaz, incessante,
Do sofrer que esperança encerra.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support